terça-feira, 22 de setembro de 2009

INDICAÇÃO DE PEDRO


"Aparte-se do mal, e faça o bem; busque a paz, e siga-a." - Pedro. (I PEDRO, 3:11.)

A indicação do grande apóstolo, para que tenhamos dias felizes,
parece extremamente simples pelo reduzido número
de palavras, mas revela um campo imenso de obrigações.

Não é fácil apartar-se do mal, consubstanciado nos desvios
inúmeros de nossa alma através de
consecutivas reencarnações,
e é muito difícil praticar o bem, dentro das
nocivas paixões pessoais que nos empolgam
a personalidade, cabendo-nos aindareconhecer que,
se nos conservarmos envolvidos na túnica pesada de nossos velhos
caprichos, é impossível buscar a paz e segui-la.

Cegaram-nos males numerosos, aos quais
nos inclinamos nas sendas evolutivas,
e acostumados ao exclusivismo e ao atrito inútil,
no desperdício de energias sagradas,
ignoramos como procurar a tranqüilidade
consoladora. Esta é a situação real da maioria
dos encarnados e de grande parte dos
desencarnados que se acomodam aos círculos do
homem, porque a morte física não soluciona
problemas que condizem com o foro íntimo de cada um.

A palavra de Pedro, desse modo, vale por desafio generoso.

Nosso esforço deve convergir para a grande realização.

EMMANUEL (ESPÍRITO)

Do Livro: Vinha de Luz, Medinidade FRANCISCO CÂNDIDO XAVIER

Um comentário:

Livinha disse...

Luz Bendita

Deus, na sua grandeza e onipotência,
fez o mundo, mais que perfeito, virgem!
nos ofertou as sensações, a inteligência,
com formas e lívre arbitrio, nos deu origem...

Jogados ao mundo de certo, por luz bendita,
fomos crescendo, principiando os desejos,
inventando sonhos, despertando instintos,
na percepção dos sentidos, fome, dor e medo

Na delonga caminhada, o surgir do necessário,
e o homem acordando as ideias a seu grado,
nos anseios dispertados de vezes até voluntária,
foi ele construindo, repassando seu trabalho...

Até que veio a carência, por fuga da solidão,
o corpo passou a pedir, na volúpia da razão,
nos toques sequiosos dos sentidos, jungidos,
fez sentimentos nascidos, força dessa emoção...

Seres foram surgindo, formação, comunidade,
mundo multiplicando-se frutos de amor: Deus!
caminhos, verdades, vidas! aprender e Amar,
pena que a passagem vivida, acabe n'um adeus...

Sim, a vida é razão, é acréscimo,
o usufruto, é empréstimo, acho certo,
mas é faca de dois gumes, a gente se apega
tudo porque somos frutos do eterno...

Lívi@petitto