segunda-feira, 7 de fevereiro de 2011

GLORIFIQUEMOS




"Ora, a nosso Deus e Pai seja dada glória para todo o sempre" - Paulo
FILIPENSES 4:20


Quando o vaso se retirou da cerâmica, dizia sem palavras:
- Bendito seja o fogo que me proporcionou a solidez.
Quando o arado se ausentou da forja, afirmava em silêncio:
- Bendito seja o malho que me deu forma,
Quando a madeira aprimorada passou a brilhar no palácio, exclamava, sem voz:
- Bendita seja a lâmina que me cortou cruelmente, preparando-me a beleza.
Quando a seda luziu, formosa.. no templo, asseverava no íntimo:
- Bendita seja a feia lagarta que me deu vida.
Quando a flor se entreabriu, veludosa e sublime, agradeceu, apressada:
- Bendita a terra escura que me encheu de perfume.
Quando o enfermo recuperou a saúde, gritou, feliz:
- Bendita seja a dor que me trouxe a lição do equilíbrio.
Tudo é belo, tudo é grande, tudo é santo na casa de Deus.
Agradeçamos a tempestade que renova, a luta que aperfeiçoa, o sofrimento que ilumina.
A alvorada é maravilha do céu que vem após a noite na Terra.
Que em todas as nossas dificuldades e sombras seja nosso Pai glorificado para sempre.



Do livro FONTE VIVA
FRANCISCO CANDIDO XAVIER
DITADO PELO ESPÍRITO EMMANUEL

Trabalho há para todo, por que esta é lei do Universo promanada pelo Genitor Divino que nos colocou nas esferas físicas planetárias para luzirmos, para nos projetarmos na direção do Futuro,luarizando nossas almas enquanto aguardamos a nossa perfeição intelecto-moral. O Nosso Orbe terrestre navegando em torno da uma estrela de quinta grandeza entrou numa fase nova, pois vive os primeiros momentos de Mundo de Regeneração, mas que será mais visível esta mudança nos próximo cincoenta a setenta anos, pois os "mansos herdando a Terra, a morada estará preparada para conter uma população muito maior de espíritos encarnados, onde todos vivam fraternalmente e onde prepondere o bem e aí assim teremos um mundo civilizado, sem castas, sem exclusões, mais próximo do reino dos Céus, onde Jesus de Nazaré é o principe deste reino, o reino espiritual ou do Espírito Imortalíssimo! O momento é pois de transição. Um milênio é composto de mil anos e até lá estaremos nos habilitando aos mundos felizes, onde o Espírito despondo-se das paixões, repletando-se de amor, do perdão, por si mesmo e pelo próximo, da lei de fraternidade fará que o nosso planeta tenha mais vida, "mas vida em abundância", restabelecendo seu clima ideal onde até o organismo perispiritual, mais sutil ensejará que os seus habitantes pairem além da chamada erraticidade e saiam da "UTÍ" das suas paixões" no dizer de Emmanuel (Espírito) através da mediunidade Francisco Candido Xavier. A hora é dos trabalhadores da última hora, conforme o capítulo 20 de o Evangelho Segundo o Espritismo de Allan Kardec. "Ide e pregai disse Jesus"; e trabalho há para todos dentro das infinitas possiblidades individuais, onde Deus ajuda a creatura através de outra creatura! Não deverá portanto a necessidade de "melindres" entre os profitentes que assinaram compromissos antes desta encarnação (em qualquer religião), e que para isto deverá valorizar um o trabalho do outro, sem crítica, sem invenções, ciúmes ou qualquer paixão que o transforme ao invés de trabalhador, tumutuadores da última hora, pois o momento requer união, solidariedade a amor na acepção que Jesus nos oferece conforme a ratificação no ítem 886 de O Livro dos Espíritos a respeito do verdadeiro sentido da caridade conforme ele entendia dada pelos espíritos egrégios: "Benevolência para com todos, indulgência para as imperfeições alheias, perdão das ofensas".Glorifiquemos pois a Jesus o nosso irmão maior e ao nosso Pai Celestial que nos creou para termos vida, mas vida em abundância sem a ponderabilidade das paixões que pela gravidade nos amarram as esferas fisícas para a nos habilitarmos ao explendor da Vida Cósmica onde tudo está merguhado sob o amor de Deus.

paz e amor no coração de todos nós

Josinaldo Duarte de Lacerda

Um comentário:

Livinha disse...

Mano,
Linda postagem.
Tudo um encanto na beleza das palavras,
como tudo ficou uma graça mais ainda, com a foto de tua netinha que ao mundo veio para ser partilhada e dar-se a partilha.
Que os anjos abençoe a ela e a todos vocês no amor que se estende na união dos laços...

Saudades de ti.
obrigada pela casa, pelo conforto e pelos abraços que me dedicou quando aí estive.
Gostei muito de Vila Velha.

Bjs

Livinha